7 momentos icônicos de Breaking Bad

Breaking Bad

A Nerd Ao Cubo em breve começará a venda do Cubo Edição Limitada Breaking Bad, reunindo uma seleção de produtos exclusivos para os maiores fãs da jornada infernal de Walter White não botarem defeito.

Para não perder a chance de adquirir esse kit inédito e tão aguardado, cadastre-se em nossa página para participar da pré-venda e ainda ter uma oferta especial! Mas olha, é bom se registrar o quanto antes, pois esse Cubo está mais disputado que a fórmula da Blue Sky.

Se você ainda não conhece a Nerd Ao Cubo, pode dar uma olhada em nosso artigo detalhando todos os produtos que fazemos e mais detalhes sobre as assinaturas convencionais.

Nesse aquecimento para começar a venda, preparamos uma lista especial para os fãs de Breaking Bad: 7 momentos icônicos da série. Confira abaixo algumas de nossas cenas favoritas e comente nas redes da Nerd Ao Cubo qual ficou faltando em sua opinião.

Vale lembrar que a lista contém muitos spoilers para quem ainda não tenha assistido Breaking Bad.

Aliás, porque não mudar isso logo e prestigiar umas das melhores séries de TV já feitas? O link de Breaking Bad no Netflix está aqui, corre lá!

A primeira vítima de Walter White

Talvez quem conheça Breaking Bad pelas artes de fãs e cenas que viraram memes, vejam apenas a faceta de Heisenberg na história. Porém antes havia Walter White, um dedicado professor de química que caiu no mundo do crime para pagar a dívida de seu tratamento de câncer.


Krazy-8, um mero capanga do narcotráfico, foi a primeira vítima de Walt após um conflito que consistiu no estrangulamento do criminoso. É digno de nota que a cena começa com um Walter White quase cedendo à sua compaixão, mas muda rapidamente de ideia ao ver que Krazy-8 está disposto a se aproveitar do momento para tentar matá-lo.
A cena é um verdadeiro marco. Daqui em diante, Walter White nunca será mais o mesmo e sua jornada ao completo descenso na figura controversa de Heisenberg estava apenas começando.

Pizza no telhado


  Apesar do clima pesado em boa parte do tempo, Breaking Bad conseguiu render boas risadas e a cena de Walter White jogando fora uma pizza inteira no telhado de sua antiga casa é certamente impagável! A frustração se dá por um desentendimento com Skyler que acaba separando o casal durante a 3ª temporada. Nem mesmo uma pizza fresquinha fez com que ela cedesse. 

  A cena foi filmada em apenas um take, o qual Bryan Cranston acertou de primeira a pizza no telhado de forma que ela repousasse sem a caixa no local. Na vida real, isso acabou se tornando uma dor de cabeça para os moradores do bairro onde Breaking Bad foi gravado. Fãs munidos de pizzas constantemente jogavam as redondas no mesmo local, até que uma cerca foi construída para inibir essa loucura.

“Corra.”

 
O penúltimo episódio da 3ª temporada é de tirar o fôlego e deixar qualquer um que assista à última cena pela primeira vez em choque. Jesse está prestes a fazer um acerto de contas mortal com os assassinos de Tomás, um garoto que teve a infância roubada pelo envolvimento no narcotráfico de seu bairro e acabou morto por traficantes que o próprio ajudava.


  A tensão de cada passo de Jesse em direção à dupla só é brutalmente interrompida por Walter White em seu carro atropelando os antagonistas. Um deles ainda agoniza e tenta alcançar a arma que deixara cair no chão. Walt friamente executa o traficante com um tiro na cabeça, deixando Jesse em estado de choque.
  Apenas uma palavra é dita: “Corra”.

A morte de Jane

 
Unidos pela tentativa de reabilitação e pelas recorrentes recaídas ao vício em drogas, Jesse e Jane faziam o casal problemático perfeito. Walter ficava incomodado em como seu ex-companheiro estava tomado pela viciante paixão e afastado da parceria de sucesso entre ambos.

Ao se deparar com o casal dormindo, Walter vê Jane se engasgando no próprio vômito mas nada faz para ajudá-la, pensando apenas no fato de que ela estaria enfim fora da vida de Jesse. Jane morre sufocada aos olhos de Walter em um dos momentos mais sombrios de toda a série.


 
Bryan Cranston já citou em entrevistas essa como uma das cenas mais emocionantes de se gravar em Breaking Bad. Ao ver a atriz Krysten Ritter interpretando os últimos momentos de vida de sua personagem, o ator disse ter chorado logo após o fim da gravação pois conseguiu imaginar sua filha (a também atriz Taylor Dearden) naquela trágica situação.

Morre, Gus!

  Gus Fring (Giancarlo Esposito) é o típico super vilão que faz o público crer que é invencível. Por diversas vezes, planos para derrotá-lo ao longo da história falham de forma frustrante. A inteligência e poder de influência do personagem são ímpares.

  Mas tudo muda quando Walter finalmente consegue estar um passo à frente de Gus e o traz para uma armadilha no asilo onde está o velho e agora inofensivo Hector Salamanca, um antes temível chefe do cartel mexicano que perdeu boa parte da capacidade de movimento e cognitiva após um derrame. Com nada a perder, o ex-chefão arma um explosivo em sua cadeira de rodas que explode durante um encontro dele com Gus.

  Os meros segundos em que o vilão aparece vivo mesmo após a explosão deram um frio na espinha dos fãs que não conseguiam acreditar que ele ainda sobrevivia. No entanto, seu último ajuste em sua engomada gravata revelaria um Gus completamente desfigurado e enfim pronto para morrer de vez.

Hank descobre a verdade sobre Heisenberg

 
Uma mera ida ao banheiro rende a Hank a tão esperada descoberta de quem é o homem por trás da mítica persona de Heisenberg. Ao se deparar com um livro no local, ele descobre a dedicatória do falecido químico Gale, que era o homem forte de Gus Fring até Walter White sucedê-lo. 

  A curta e pacata cena inicia os eventos que levam a um dos episódios mais alucinantes da história da TV mundial. O único azar é o de quem assistiu na época que o episódio foi lançado e teve de esperar um ano para a continuação da temporada derradeira.

Ozymandias

  O nome do episódio é baseado em um poema de Percy Bysshe Shelley, um clássico poeta inglês que escreveu as seguintes palavras:

Encontrei um viajante vindo de uma antiga terra
Que me disse: — Duas imensas e destroncadas pernas de pedra
Erguem-se no deserto. Perto delas, sobre a areia
Meio enterrado, jaz um rosto despedaçado, cuja carranca
Com lábio enrugado e sorriso de frio comando
Dizem que seu escultor soube ler bem suas paixões
Que ainda sobrevivem, estampadas nessas coisas inertes,
A mão que os escarneceu e o coração que os alimentou
E no pedestal aparecem estas palavras:
“Meu nome é Ozymandias, rei dos reis:
Contemplai as minhas obras, ó poderosos e desesperai-vos!”
Nada mais resta: em redor a decadência
Daquele destroço colossal, sem limite e vazio
As areias solitárias e planas se espalham para longe.

As similaridades entre Ozymandias e Walter White em completa decadência após ver um reinado ruir ditam o tom do episódio. Acontece tanta coisa em apenas 47 minutos que é até um pouco injusto destacar uma única cena dele.


Porém, não há como negar que a morte de Hank é um dos momentos mais “a ficha caiu” da história da cultura pop. Walter White finalmente vê com os próprios olhos o resultado de sua lucrativa aventura no mundo das drogas. O cunhado é executado sem piedade por Jack, o líder de uma gangue supremacista branca que toma o poder do império criado por Heisenberg e Jesse na reta final da série.


Concorda com a lista? Acha que deixamos algum momento icônico de lado? Diga em nossas redes sociais e não se esqueça de se inscrever na pré-venda do Cubo Edição Limitada Breaking Bad, um kit surpresa com itens exclusivos feitos em homenagem a todos os momentos icônicos de umas das melhores séries de TV de todos os tempos.